Horário de Funcionamento : Segunda a Sexta - 07:00 às 17:00
  Contato : (27) 2104-6200

All Posts Tagged: fertilização in vitro

Emagrecer ajuda a melhorar a fertilidade

A obesidade e o sobrepeso podem afetar diretamente a fertilidade masculina.

E a notícia que nos entristece é que ambas estão em expansão. ⠀
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de pessoas obesas no mundo vem aumentando consideravelmente. Atualmente, estima-se que de 62% a 76% da população mundial apresentem níveis de gordura corporal potencialmente prejudiciais à saúde. ⠀

Todos sabem que o excesso de gordura corporal gera risco para o desenvolvimento de várias doenças, como hipertensão e diabetes. ⠀
E a fertilidade fica prejudicada diante da menor produção de espermatozoides, e também a qualidade deles. ⠀

Há efeitos de alteração nos hormônios sexuais, apresentando menores taxas de testosterona e de outros hormônios que influenciam a produção de espermatozoides e taxas acima da média de hormônios femininos, como o estradiol. ⠀

Atenção: manter um corpo saudável só te trará benefícios. Por isso, se o seu médico de confiança orientar que você deve emagrecer, acredite e se dedique a isso. ⠀

A possibilidade de conceber uma gravidez saudável é maior se você permanecer próximo do seu peso ideal. ⠀

Saiba mais

FIV: é possível escolher o sexo do bebê?

A escolha do sexo do bebê é uma prática proibida no Brasil de acordo com as regras do Conselho Federal de Medicina (CFM). ⠀

A única exceção é em casos em que os pais seja portadores de alguma doença hereditária ligada ao sexo, como a hemofilia, a síndrome do X Frágil e distrofia muscular de Duchenne. ⠀
Nesses casos, é realizado o Diagnóstico Genético Pré-implantacional para Aneuploidias (PGTA), por meio do qual há a identificação de todos os cromossomos sem anomalia, inclusive a identificação dos cromossomos sexuais. ⠀

Após a consulta de aconselhamento genético e acompanhamento do médico responsável, o casal pode decidir o sexo do embrião a ser transferido, e nesses casos, não exige solicitação judicial.⠀

Saiba mais

Doenças autoimunes X Fertilidade

Se o seu questionamento é: posso engravidar tendo uma doença autoimune?⠀
A resposta é SIM! ⠀

As doenças autoimunes tendem a reduzir a fertilidade, junto com a utilização de alguns medicamentos indicados para controlá-las.⠀

Felizmente, existem tratamentos na reprodução humana assistida que possibilitam a gravidez!

É importante relatar também que a gestação de uma mãe com doença autoimune deve ser rigorosamente acompanhada, pois pode haver maior risco para a gestante e para o bebê. ⠀
É sempre importante que a grávida redobre a atenção no período gestacional e fique atenta a qualquer sinal fora da normalidade para relatar ao médico que a acompanha.⠀

Lembre-se que cada caso é individualizado e deve ser tratado de maneira específica. ⠀

De qualquer forma, é importante fazer um acompanhamento com um especialista de confiança!

Saiba mais

Posso engravidar depois dos 45 anos?

A mulher possui uma vida reprodutiva limitada. Normalmente aos 50 anos está encerrada.⠀ ⠀
Uma gestação espontânea após os 45 anos, idade aproximada que uma mulher entra na menopausa, é extremamente rara.⠀

Mulheres que querem ter filhos com essa idade precisam iniciar um tratamento na clínica de fertilização. 🏳 Atualmente existem várias técnicas que podem permitir que uma gestação ocorra, até em casos mais complexos. ⠀

Por isso, é necessário que o especialista em fertilização inicie um diagnóstico da saúde da mulher, a fim de identificar as possibilidades e o tratamento mais adequado!⠀

Saiba mais

Mini FIV

A Mini Fertilização In Vitro é uma técnica de reprodução assistida que se baseia no fornecimento de doses hormonais menores para o estímulo ovariano e na oferta de óvulos de melhor qualidade e em menor número.⠀

Comparando a técnica convencional e a mini FIV, percebe-se que a primeira necessita de uma maior quantidade de medicamentos para fornecer o ideal estímulo ovariano para a ovulação.⠀

Pela menor quantidade de medicamentos hormonais utilizados, a técnica mini FIV acaba sendo uma opção com menos custos.⠀

Na Reprodução Assistida é uma técnica considerada muito boa, pois, como a quantidade de óvulos fornecidos é menor e ao mesmo tempo de mais alta qualidade, a chance de haver uma alteração cromossômica diminui, assim como na FIV convencional.⠀

É opção mais segura para aquelas mulheres com 40 anos de idade ou mais que desejam engravidar, uma vez que pelas técnicas naturais de reprodução, as chances de haver uma alteração cromossômica aumenta consideravelmente nessa faixa etária.

É importante esclarecer que, após a avaliação médica criteriosa a ser realizada, é o especialista que irá apresentar as técnicas ideais para o seu tratamento.⠀

Saiba mais

Junho: Mês Mundial da Conscientização da Infertilidade

Informar e esclarecer homens e mulheres sobre a infertilidade é o grande objetivo da campanha deste mês de junho.

Muitos casais chegam na clínica com medo da infertilidade e frustrados após algum tempo de tentativas, sem saber que ainda há muitas alternativas pela frente e que, na maioria dos casos, a gravidez será alcançada com uma ajudinha menor ou maior da medicina, com as técnicas de reprodução assistida.⠀

Por isso, informação é o primeiro passo para enfrentar o problema.

Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA) defende a importância da obtenção de informações seguras com bases científicas relacionadas à saúde reprodutiva e as opções de tratamento para a infertilidade, por meio de profissionais creditados, pode evitar que os casais afetados pelo problema percam a oportunidade de ter seus próprios filhos biológicos.⠀


É de extrema importância que o casal procure um médico especialista em reprodução humana assim que tiver indícios do problema. O profissional capacitado fará toda a investigação necessária para identificar as causas e apontará as melhores alternativas para solucionar o problema.⠀

A evolução dos tratamentos de reprodução assistida trouxe esperanças de quem quer realizar o sonho de aumentar a família! E nós somos imensamente gratos em poder fazer parte de lindas histórias! ⠀

Saiba mais

FIV: ocorrendo a gravidez o pré-natal será diferente?

Os cuidados pré-natal após os tratamentos de fertilização não são muito diferentes dos cuidados de uma gestação natural, a não ser nos três primeiros meses de gestação.⠀

Já do terceiro mês em diante, os cuidados obstétricos são realizados da mesma forma que uma gestação natural. É preciso lembrar que algumas pacientes costumam ter patologias associadas que aumentam as chances de perdas fetais e, por isso, alguns medicamentos continuam durante boa parte da gestação.⠀

Outro ponto a ser destacado é que, a cada dia, aumenta o número de mulheres com idade avançada que realizam estes tratamentos e, nestes casos, há uma maior necessidade de cuidados específicos, para cuidar de possíveis intercorrências como, bebês com baixo peso, prematuridade e malformações, além de haver maior ocorrência de abortamentos, pré-eclâmpsia e diabetes gestacional. Dessa forma, é necessária uma revisão nos cuidados pré-natais das pacientes.⠀

É importante ter consciência de que um pré-natal bem feito e individualizado, tanto da parte médica quanto nutricional, minimiza muito os riscos de complicações.⠀

Saiba mais

Fertilização In Vitro: as dúvidas mais comuns!

O método da Fertilização In Vitro (FIV) é uma interessante possibilidade diante dos tratamento da Reprodução Humana Assistida.

Algumas dúvidas sobre esse tema são comuns entre os casais que buscam pela primeira vez uma clínica de Reprodução Humana.

Por isso, organizamos uma seleção que pode te ajudar:

 

 

Saiba mais