Horário de Funcionamento : Segunda a Sexta - 07:00 às 17:00
  Contato : (27) 2104-6200

Resultados para: Engravidar

Gravidez Anembrionária

Gravidez anembrionária ou anembrionada acontece quando o saco gestacional está vazio, sem embrião dentro, também chamado de “ovo cego”. O óvulo foi fertilizado e implantado no útero, mas apenas a placenta e anexos embrionários se desenvolveram.⠀

É diagnosticado geralmente na primeira ultrassonografia.⠀

As perdas anembrionárias podem ser por falha genética durante a divisão celular, deficiência enzimática ou de hormônios essenciais nesta fase. Mas são associadas mais frequentemente com alterações cromossômicas, embora não seja uma explicação definitiva e generalizada.⠀

Todas as mulheres estão suscetíveis a abortos, porém, caso ele venha ocorrer mais de uma vez, é necessário buscar um profissional de reprodução humana para avaliar as possíveis causas de recorrência.⠀ ⠀
Felizmente, podemos contar com a evolução na medicina da reprodução humana assistida para auxiliar no diagnóstico correto para que as medidas necessárias sejam adotadas e aconteça uma gestação saudável.⠀

Saiba mais

Mini FIV

A Mini Fertilização In Vitro é uma técnica de reprodução assistida que se baseia no fornecimento de doses hormonais menores para o estímulo ovariano e na oferta de óvulos de melhor qualidade e em menor número.⠀

Comparando a técnica convencional e a mini FIV, percebe-se que a primeira necessita de uma maior quantidade de medicamentos para fornecer o ideal estímulo ovariano para a ovulação.⠀

Pela menor quantidade de medicamentos hormonais utilizados, a técnica mini FIV acaba sendo uma opção com menos custos.⠀

Na Reprodução Assistida é uma técnica considerada muito boa, pois, como a quantidade de óvulos fornecidos é menor e ao mesmo tempo de mais alta qualidade, a chance de haver uma alteração cromossômica diminui, assim como na FIV convencional.⠀

É opção mais segura para aquelas mulheres com 40 anos de idade ou mais que desejam engravidar, uma vez que pelas técnicas naturais de reprodução, as chances de haver uma alteração cromossômica aumenta consideravelmente nessa faixa etária.

É importante esclarecer que, após a avaliação médica criteriosa a ser realizada, é o especialista que irá apresentar as técnicas ideais para o seu tratamento.⠀

Saiba mais

O impacto do tabagismo na fertilidade

O cigarro produz efeitos danosos no organismo, causando diferentes malefícios à saúde, inclusive na fertilidade de homens e mulheres.
⠀⠀
Segundo a Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA), o tabaco é a droga lícita mais consumida na atualidade. Estima-se que até 50% dos homens e quase 1/3 das mulheres, em idade reprodutiva, façam seu uso.⠀⠀
Esse é um número imensamente alto!
⠀⠀
Os prejuízos do cigarro ao sistema reprodutor são causados pelas substâncias tóxicas pelas quais o produto é composto – as mais famosas são a nicotina e o alcatrão. Elas comprometem a função reprodutiva em diversos níveis.⠀ ⠀⠀

Para uma boa fertilidade, é essencial que as mulheres tenham óvulos saudáveis, e os homens espermatozoides em boa quantidade e qualidade.⠀⠀
⠀⠀
O cigarro causa uma acentuada queda na qualidade e diminuição do número. E isso nas mulheres tem um impacto mais severo ainda. ⠀ ⠀⠀

Mulheres fumantes podem entrar na menopausa cerca de dois anos mais cedo. E não para por aí. Pode haver o comprometimento folicular; alteração nas características fisiológicas tubárias; alteração nas taxas hormonais; interferência no processo de produção de gametas; formação de óvulos com alterações genéticas; retardamento da concepção e uma maior dificuldade na implantação do embrião.⠀⠀

⠀⠀
O cigarro é verdadeiramente um vilão para a saúde!

Saiba mais

FIV: ocorrendo a gravidez o pré-natal será diferente?

Os cuidados pré-natal após os tratamentos de fertilização não são muito diferentes dos cuidados de uma gestação natural, a não ser nos três primeiros meses de gestação.⠀

Já do terceiro mês em diante, os cuidados obstétricos são realizados da mesma forma que uma gestação natural. É preciso lembrar que algumas pacientes costumam ter patologias associadas que aumentam as chances de perdas fetais e, por isso, alguns medicamentos continuam durante boa parte da gestação.⠀

Outro ponto a ser destacado é que, a cada dia, aumenta o número de mulheres com idade avançada que realizam estes tratamentos e, nestes casos, há uma maior necessidade de cuidados específicos, para cuidar de possíveis intercorrências como, bebês com baixo peso, prematuridade e malformações, além de haver maior ocorrência de abortamentos, pré-eclâmpsia e diabetes gestacional. Dessa forma, é necessária uma revisão nos cuidados pré-natais das pacientes.⠀

É importante ter consciência de que um pré-natal bem feito e individualizado, tanto da parte médica quanto nutricional, minimiza muito os riscos de complicações.⠀

Saiba mais

Cuide-se durante o tratamento!

Durante o processo de tratamento para a infertilidade, homens e mulheres passam por uma sobrecarga física e mental enorme.⠀ ⠀
Ele envolve tempo, investimentos financeiros, mudanças significativas na rotina e, principalmente, expectativas!⠀
E as expectativas – se não bem trabalhadas – podem se transformar em fontes de estresse, ansiedade e sofrimento.⠀

Por isso, o cuidado com a saúde emocional é importante.⠀

A nossa contribuição é compartilhar informações que possam simplificar a visão diante a infertilidade. ⠀
A medicina está muito avançada e continua em constante evolução. Conte conosco para essa importante ajuda.

Mas também é de extrema importância que você se dedique a cuidar da sua saúde física e mental!

 

Saiba mais

Aborto espontâneo

A experiência e a dor de perder um bebê, algo que é vivido por tantas pessoas, ainda é pouco falado.⠀

Já faz algum tempo que a Meghan Markle, duquesa de Sussex casada com o príncipe Harry, fez um relato sobre a sua experiência com o aborto espontâneo que sofreu. ⠀
O emocionante texto da duquesa, chamado “The Losses We Share” conta sobre como o processo de recuperação emocional é complicado, doloroso e exige muito apoio e empatia.⠀

Aqui no consultório percebo que além das inseguranças durante o processo de conquistar uma gestação, as famílias carregam um medo da possibilidade de acontecer um abordo espontâneo, perda que ocorre no início da gestação, com cerca de até 20 semanas e quando o feto/embrião tem peso inferior a 500g. ⠀

Nosso papel como profissionais da reprodução humana assistida é trabalhar da melhor maneira para reduzir risco, mas as causas de um aborto são muito individuais.

É de extrema importância estar com acompanhamento psicológico durante todo o processo, para fortalecer a saúde mental, e – caso ocorra – realizar avaliação médica para entender o que aconteceu, para evitar que o mesmo ocorra em uma próxima gestação.⠀

Mesmo que você tenha passado por um aborto espontâneo, isso não quer dizer que o sonho da gravidez acabou. Procure sempre por médicos especialistas.⠀

 

Conteúdo elaborado por: Dra. Camila Poncio via @dra.camilaponcio

Saiba mais

Hipotireoidismo e a fertilidade

Os hormônios liberados pela tireoide agem indiretamente nos ovários e são necessários para estimular o desenvolvimento dos óvulos e dos embriões.

No hipotireoidismo, os baixos níveis hormonais prejudicam a maturação dos óvulos e interferem no ciclo menstrual.⠀
Então, a mulher diagnosticada com hipotireoidismo pode ter dificuldade para engravidar.⠀

A falta dos hormônios da tireoide pode tornar a ovulação – liberação de um óvulo maduro – inexistente ou irregular, acontecendo em um período do ciclo menstrual que não seja favorável à fecundação. ⠀

As doenças da tireoide, na maioria das vezes, se manifestam após os 30 ou 40 anos.  A mulher pode ter desenvolvido o problema e não saber. ⠀

Por isso, é importante uma investigação completa quando se percebe uma dificuldade em conquistar uma gravidez natural.

 

Conteúdo elaborado por: Dra. Camila Poncio via @dra.camilaponcio

Saiba mais

Como a endometriose afeta a vida e a fertilidade da mulher?

A endometriose gera sintomas que podem ser incapacitantes para a mulher, como: cólicas fortes, inchaço da barriga e dor nas relações sexuais.

Infelizmente, é uma das principais causas de infertilidade feminina, pois pode causar perda precoce da função ovariana.⠀

A endometriose pode desencadear outros problemas na vida da mulher que merecem atenção, como: a depressão, problemas de relacionamento afetivo e dificuldades de ordem sexual.⠀

Por isso, quanto mais cedo o problema for diagnosticado, melhor será a qualidade de vida da mulher.

Para o diagnóstico, o médico geralmente solicita exames como a ultrassonografia transvaginal e a ressonância magnética, além da análise clínica diante as queixas da paciente.⠀

O tratamento clínico pode incluir medicações para controlar os sintomas e, algumas vezes, pode haver a indicação cirúrgica.⠀

A Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida diz que, como a doença tende a evoluir a cada ciclo menstrual, uma das maneiras utilizadas para minimizar o processo é o bloqueio hormonal com a suspensão dos picos hormonais e até da menstruação.⠀

Neste mês de março, precisamos aproveitar para conscientizar sobre a endometriose, e alertar as mulheres que têm o desejo de ter filhos e que apresentam sintomas a consultar um especialista em reprodução humana.⠀

Existem diferentes tratamentos, como a Fertilização in vitro (FIV), que podem ajudar mulheres com endometriose que desejam engravidar.

Saiba mais

Participe do Café com Saber

Como melhorar as chances de engravidar através da nutrição

e

5 passos para cuidar da saúde mental durante o tratamento 

O Café com Saber deste mês terá esses dois temas muito importantes para quem está em busca do ‘positivo’!  

O Café com Saber será na próxima quarta-feira (23), às 19 horas, com a psicóloga Juliana Torres e a nutricionista Tatiane Soares.

Para participar é simples: deixe seu e-mail aqui nos comentários que vamos entrar em contato e enviar o link da reunião! ⠀⠀⠀

O encontro acontece através do aplicativo ‘Google Meet’! ⠀⠀⠀

Vocês vão nos ver e ouvir, e nós também vamos ver e ouvir vocês!⠀

 

Saiba mais