Horário de Funcionamento : Segunda a Sexta - 07:00 às 17:00
  Contato : (27) 2104-6200

All Posts Tagged: clinica de fertilização

Emagrecer ajuda a melhorar a fertilidade

A obesidade e o sobrepeso podem afetar diretamente a fertilidade masculina.

E a notícia que nos entristece é que ambas estão em expansão. ⠀
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de pessoas obesas no mundo vem aumentando consideravelmente. Atualmente, estima-se que de 62% a 76% da população mundial apresentem níveis de gordura corporal potencialmente prejudiciais à saúde. ⠀

Todos sabem que o excesso de gordura corporal gera risco para o desenvolvimento de várias doenças, como hipertensão e diabetes. ⠀
E a fertilidade fica prejudicada diante da menor produção de espermatozoides, e também a qualidade deles. ⠀

Há efeitos de alteração nos hormônios sexuais, apresentando menores taxas de testosterona e de outros hormônios que influenciam a produção de espermatozoides e taxas acima da média de hormônios femininos, como o estradiol. ⠀

Atenção: manter um corpo saudável só te trará benefícios. Por isso, se o seu médico de confiança orientar que você deve emagrecer, acredite e se dedique a isso. ⠀

A possibilidade de conceber uma gravidez saudável é maior se você permanecer próximo do seu peso ideal. ⠀

Saiba mais

FIV: é possível escolher o sexo do bebê?

A escolha do sexo do bebê é uma prática proibida no Brasil de acordo com as regras do Conselho Federal de Medicina (CFM). ⠀

A única exceção é em casos em que os pais seja portadores de alguma doença hereditária ligada ao sexo, como a hemofilia, a síndrome do X Frágil e distrofia muscular de Duchenne. ⠀
Nesses casos, é realizado o Diagnóstico Genético Pré-implantacional para Aneuploidias (PGTA), por meio do qual há a identificação de todos os cromossomos sem anomalia, inclusive a identificação dos cromossomos sexuais. ⠀

Após a consulta de aconselhamento genético e acompanhamento do médico responsável, o casal pode decidir o sexo do embrião a ser transferido, e nesses casos, não exige solicitação judicial.⠀

Saiba mais

Gravidez Anembrionária

Gravidez anembrionária ou anembrionada acontece quando o saco gestacional está vazio, sem embrião dentro, também chamado de “ovo cego”. O óvulo foi fertilizado e implantado no útero, mas apenas a placenta e anexos embrionários se desenvolveram.⠀

É diagnosticado geralmente na primeira ultrassonografia.⠀

As perdas anembrionárias podem ser por falha genética durante a divisão celular, deficiência enzimática ou de hormônios essenciais nesta fase. Mas são associadas mais frequentemente com alterações cromossômicas, embora não seja uma explicação definitiva e generalizada.⠀

Todas as mulheres estão suscetíveis a abortos, porém, caso ele venha ocorrer mais de uma vez, é necessário buscar um profissional de reprodução humana para avaliar as possíveis causas de recorrência.⠀ ⠀
Felizmente, podemos contar com a evolução na medicina da reprodução humana assistida para auxiliar no diagnóstico correto para que as medidas necessárias sejam adotadas e aconteça uma gestação saudável.⠀

Saiba mais

Reconhecimento Internacional – Rede Latino Americana de Reprodução Assistida (REDLARA)

Muita gratidão e alegria em ver o trabalho que realizamos nos últimos dois anos recertificado por este que é um dos maiores reconhecimentos internacionais de clínica especializada em medicina reprodutiva.⠀

Toda a equipe da clínica Jules White realiza diariamente um trabalho cheio de dedicação e amor.⠀
E é dessa forma que vamos continuar nos empenhando, para que daqui a dois anos recebamos novamente esse selo tão importante para Reprodução Humana Assistida.⠀

Gratidão!

A clínica Jules White é acreditada pela Rede Latino Americana de Reprodução Assistida (REDLARA).⠀

 

Saiba mais

Aborto espontâneo

A experiência e a dor de perder um bebê, algo que é vivido por tantas pessoas, ainda é pouco falado.⠀

Já faz algum tempo que a Meghan Markle, duquesa de Sussex casada com o príncipe Harry, fez um relato sobre a sua experiência com o aborto espontâneo que sofreu. ⠀
O emocionante texto da duquesa, chamado “The Losses We Share” conta sobre como o processo de recuperação emocional é complicado, doloroso e exige muito apoio e empatia.⠀

Aqui no consultório percebo que além das inseguranças durante o processo de conquistar uma gestação, as famílias carregam um medo da possibilidade de acontecer um abordo espontâneo, perda que ocorre no início da gestação, com cerca de até 20 semanas e quando o feto/embrião tem peso inferior a 500g. ⠀

Nosso papel como profissionais da reprodução humana assistida é trabalhar da melhor maneira para reduzir risco, mas as causas de um aborto são muito individuais.

É de extrema importância estar com acompanhamento psicológico durante todo o processo, para fortalecer a saúde mental, e – caso ocorra – realizar avaliação médica para entender o que aconteceu, para evitar que o mesmo ocorra em uma próxima gestação.⠀

Mesmo que você tenha passado por um aborto espontâneo, isso não quer dizer que o sonho da gravidez acabou. Procure sempre por médicos especialistas.⠀

 

Conteúdo elaborado por: Dra. Camila Poncio via @dra.camilaponcio

Saiba mais

Hipotireoidismo e a fertilidade

Os hormônios liberados pela tireoide agem indiretamente nos ovários e são necessários para estimular o desenvolvimento dos óvulos e dos embriões.

No hipotireoidismo, os baixos níveis hormonais prejudicam a maturação dos óvulos e interferem no ciclo menstrual.⠀
Então, a mulher diagnosticada com hipotireoidismo pode ter dificuldade para engravidar.⠀

A falta dos hormônios da tireoide pode tornar a ovulação – liberação de um óvulo maduro – inexistente ou irregular, acontecendo em um período do ciclo menstrual que não seja favorável à fecundação. ⠀

As doenças da tireoide, na maioria das vezes, se manifestam após os 30 ou 40 anos.  A mulher pode ter desenvolvido o problema e não saber. ⠀

Por isso, é importante uma investigação completa quando se percebe uma dificuldade em conquistar uma gravidez natural.

 

Conteúdo elaborado por: Dra. Camila Poncio via @dra.camilaponcio

Saiba mais

Março Amarelo – Mês de Conscientização da Endometriose

Chegou o mês onde nos dedicamos a alertar sobre a ENDOMETRIOSE.  A doença inflamatória crônica afeta de 10% a 15% das mulheres em idade fértil.⠀

De acordo com a Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida, não há como estabelecer precisamente as suas causas. Fatores hereditários, toxinas ambientais, sistema imunológico comprometido ou alterações relacionadas à diferenciação de tecidos de origem embrionária podem estar associados aos distúrbios que podem resultar na endometriose. Embora seja uma doença benigna, isto é, não cancerosa, ela pode causar perda precoce da função ovariana e desencadear outros sintomas como dor e infertilidade que devem ser valorizados, além de depressão, problemas de relacionamento afetivo e dificuldades de ordem sexual.⠀

Os sintomas variam muito de mulher para mulher. Os mais comuns são:⠀

-Cólicas menstruais intensas;⠀
-Dor pélvica (especialmente durante a menstruação);⠀
-Dor durante o sexo⠀
-Desarranjo ou dor intestinal no período menstrual; ⠀
-Urgência e possível dor ao urinar;⠀
Infertilidade.⠀
E é importante falar que as portadoras de endometriose podem ter um, todos ou nenhum desses sintomas.⠀

O TRATAMENTO da endometriose é individualizado! É preciso levar em consideração diversos aspectos da vida da paciente para definição da melhor conduta no tratamento, inclusive para preservar a fertilidade.⠀

Março Amarelo – Mês Mundial de Conscientização da Endometriose  ⠀
Compartilhar informações esclarecedoras para as mulheres que possuem a doença ajuda a construir uma população apta a buscar auxílio e orientação médica na hora correta.⠀

Saiba mais

Participe do Café com Saber

Como melhorar as chances de engravidar através da nutrição

e

5 passos para cuidar da saúde mental durante o tratamento 

O Café com Saber deste mês terá esses dois temas muito importantes para quem está em busca do ‘positivo’!  

O Café com Saber será na próxima quarta-feira (23), às 19 horas, com a psicóloga Juliana Torres e a nutricionista Tatiane Soares.

Para participar é simples: deixe seu e-mail aqui nos comentários que vamos entrar em contato e enviar o link da reunião! ⠀⠀⠀

O encontro acontece através do aplicativo ‘Google Meet’! ⠀⠀⠀

Vocês vão nos ver e ouvir, e nós também vamos ver e ouvir vocês!⠀

 

Saiba mais

O que fazer após um diagnóstico de infertilidade?

O diagnóstico de infertilidade não é o fim de um sonho.  É importante que você entenda que é preciso estar preparado com sabedoria e conhecimento.⠀

A medicina está muito avançada e os tratamentos são cada vez mais promissores.⠀ ⠀
– O primeiro passo é ouvir o médico especialista. Ele vai te apresentar todas as informações sobre seu diagnóstico e as soluções de tratamento. ⠀
Escute! Entenda!⠀
É importante ter esse conhecimento.⠀

-Depois é importante que você reconheça suas necessidades para começar o tratamento. O acompanhamento psicológico é importante.⠀ ⠀

-Não abandone outros projetos! Se dedicar a algo que te faz feliz ajudará a repor as energias antes de iniciar um tratamento.⠀

-Não enfrente a situação sozinho. Tenha o apoio de alguém especial. Seja seu parceiro ou parceira, mãe, irmãos… Esse carinho é essencial para que você não se sinta sozinho.⠀ ⠀

-Se informe! Entenda sobre seu corpo, alimentação saudável, tratamentos que irá realizar. ⠀Todos os especialistas responsáveis por te atender na clínica estão aptos a fornecer informações e orientações.

Por isso, não exite em nos procurar.⠀ ⠀

Mantenha o foco e não desista do seu sonho!

Saiba mais